Primavera: hora de florescer ~

6300678076_bdd61b4749_z

Dormimos no inverno e de repente já é primavera. Eu amo o inverno com todas minhas forças, mas a primavera… causa uma felicidade boa. As flores abrocham para encher o mundo de cores, o perfume se espalha pelo ar como se portas de uma perfumaria tivessem sido abertas. Eu tenho a impressão que as pessoas ficam até mais bonitas.

Eu raramente consigo distinguir as estações do ano, mas hoje… hoje tudo floresceu. Talvez eu tenha o péssimo hábito de ligar pessoas aos acontecimentos, mas quem não faz isso? Já aconteceu de eu amar uma música, aí, assim, sem querer, eu comecei a pensar em alguém e eventualmente o amor acabou e a música se foi junto. Com amor não quero dizer apenas amor de namoro ou de casados, quero dizer o amor em geral. Amor como sentimento natural que nós adquirimos por qualquer pessoa ou coisa. Amor entre amigos, entre irmãos, entre filhos e pais, amor de colega, amor a vida, amor simplesmente ao amor.

Hoje então, eu criei um novo conceito para primavera. Ao invés de apenas florescendo, amores nascendo. Não só nascendo, renascendo também. Eu perdi muitos amigos durante essa fase da minha vida. Alguns disseram que era loucura de mais para suportar e abriram a porta da minha vida, por ela saíram, e nunca mais voltaram. Talvez eu tenha errado por não ter ido atrás, ou por ter ficado paranoica de mais e tê-los feito partir, mas hoje tudo floresceu. Meu coração voltou há anos atrás, e como se tivesse criado um portal eu me vi junto a tantas pessoas. Todo o sentimento que eu tinha por elas, simplesmente reapareceu. Acho que ele nunca morreu, eu só tinha escondido em um lugar bem profundo, onde eu guardo medos e coisas mofadas que já não me fazem bem. E hoje, em uma faxina, eu encontrei a caixinha que eu guardava amor por tantas pessoas.

Você que costumava ser minha melhor amiga, que passou uma noite inteira no skype comigo, eu sinto sua falta. Eu não consigo chegar para você e dizer que me arrependo por tudo que fiz, e que não fiz também, mas creio que você ainda não saiba lidar comigo, então aqui de longe, eu vou olhar por você e esperar que você resolva fazer uma faxina e me ache escondida, em algum lugar dentro do seu coração. Por ironia do destino, nós tínhamos apelidos de estações uma para outra. Por você eu abri mão da estação preferida e me contentei em ser seu verão. Talvez o erro foi esse, você nem gostava tanto do verão.

Também lembrei daquele amigo dos jogos online, você era sempre melhor que eu, mas sempre dizia que eu estava melhor, só para me agradar, no fundo eu sei que sempre fui péssima. A gente costumava compartilhar tantos segredos, e hoje você parece tão perdido no mundo, o que aconteceu? O que fui que eu perdi? Conta pra mim.

É nessa mesma primavera que começa hoje, nessa mesma retomada de amores, que eu resolvi tomar as rédeas da minha vida. Não é legal ser apenas uma expectadora, quero fazer e acontecer. Quero despertar em você, minha amiga, aquela confiança que costumávamos ter, quero ser acordada de madrugada só para você dizer que passou a noite pensando nele e que precisa de um ombro. Eu quero conversar com você desde o amanhecer, sobre os diversos assuntos. Quero ficar com ciúme, quero ler para você, contar meus segredos. Tenho tantos, mas não tem graça sem você para compartilhar. Não se preocupe, a primavera chegou, e já que é nela que florescem as coisas mais belas, tenho fé que nosso amor também irá.

E quando a primavera acabar? Não se preocupe, sempre haverá uma próxima…