Vamos ser presidentes!

Só eu que amo digitar na urna?

Só eu que amo digitar na urna?

Muita gente tem pavor da palavra política, alguns dizem que são apolíticos e outros acham que só são políticos aqueles que estão no poder. Eu sei que parece um assunto muito chato, mas é por causa desse pensamento nosso que pessoas tão despreparadas assumem o poder no nosso país. Tem muito tempo que eu tô tentando escolher candidatos para voltar e confesso que para alguns cargos eu ainda tenho dúvidas porque nenhum tem um conjunto de propostas que me agrade 100%.

No começo da minha vida eleitoral, eu só anulava. Tudo bem que eu só participei de uma eleição até hoje, mas eu percebo o quanto eu mudei. Antes eu anulava ou votava em quem meu pai achava ser melhor, não faço ideia se eram boas pessoas. Que arrependimento. Hoje eu vejo o quanto nosso voto vale. Eu pensava que era só um voto e que não faria diferença, mas se todo mundo pensar assim, o que vai ser de nós?

Durante as manifestações desse ano e do ano passado, eu pude ver a força que nós temos, realmente somos um gigante! Só que as vezes eu acho que o gigante voltou a dormir. Nós jovens temos a mania de achar que não devemos participar da política porque isso é coisa para os mais velhos, e os mais velhos acham que nós não participamos por falta de capacidade. Isso tá completamente errado! Eu concordo que é preciso um mínimo de informação e de interesse para se candidatar a presidente, por exemplo. Mas não é preciso nenhuma formação especial para perseguir (no bom sentido) os candidatos que elegemos. Não basta ir para as ruas com faixas e paralisar a cidade. Cidadania é mais que isso.

Na hora de votar que podemos mostrar que somos uma nação forte e democrata. Apesar de achar o sistema eleitoral brasileiro um pouco falido, por causa da facilidade de fraude e a anonimidade inexistente do voto, eu ainda acredito que a nação pode falar mais alto. Independente de quem seja eleito, nosso dever é fiscalizar.

Outro dia eu brinquei aqui em casa que vou me afiliar a algum partido. Apesar de ter sido uma brincadeira, depois eu levei isso muito a sério. Eu tenho vergonha de dar a cara a tapa e me expor durante uma eleição, imagina que vergonha ter que falar na televisão as suas propostas ou ter várias fotos espalhadas pela cidade com um número para voto, SOCORRO! Por outro lado, eu me sinto na obrigação de correr atrás disso, porque muito eu falo em mudanças e que precisamos de melhoria, mas nada faço. Eu aponto defeito em tantas coisas, invento soluções, que nada valem se não tiverem ações. E qual a melhor forma de fazer alguma coisa quando as pessoas que você escolhe para fazer não fazem? Faça você mesmo! Então vamos nos candidatar, vamos fundar partidos, vamos lutar, sei lá, vamos fazer!

Alguns sociólogos diziam que não há mudança sem revolução, então acho que tá na hora de começar essa revolução. Domingo pode ser um grande dia pra esse começo, basta agirmos.

 

Deixe um comentário <3

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s